Entradas com Etiqueta ‘Contas a Receber/Cobrança’

Empresas de logística e a busca pelo melhor ERP

Terça-feira, 24 de Maio, 2011

O mundo tecnológico não está mais restrito às grandes corporações com verbas tentadoras. Se alguém, há alguns anos, (…)

O mundo tecnológico não está mais restrito às grandes corporações com verbas tentadoras. Se alguém, há alguns anos, falasse na implementação de sistemas de ERP (Enterprise Resource Planning) em empresas de pequeno e médio porte, seria taxado de insano. No entanto, o tempo mudou e a evolução tecnológica é um caminho sem volta.

Nesse cenário, as empresas do segmento de Logística e empresas onde a área de Logística é diferencial estratégico passaram a buscar soluções para se profissionalizarem e enfrentarem a concorrência de um mercado cada vez mais voraz e competitivo.

Embora algumas ainda insistam em ter controles e sistemas arcaicos, principalmente por conta das verbas nada tentadoras, outras buscam constantemente o apoio de consultorias e empresas que foram criadas para ajudar esse público a se desenvolver.

Não é à toa que gigantes da tecnologia passaram a ficar de olho nas empresas. Afinal, uma empresa dessa bem gerida e preparada para enfrentar a concorrência pode passar rapidamente para outro patamar com melhores resultados e controles. E, assim, todos sempre vão ganhar com esse círculo.

No meio desse novo comportamento, o ERP passou a ocupar um lugar de destaque nas corporações, normalmente puxados pela área de Logística, lembrando que essa área costuma viabilizar economicamente os investimentos em ERPs, por se tratar de um sistema amplo de soluções e informações que facilita a integração dos departamentos da empresa e meio externo, tornando-se essencial para a gestão e otimização dos processos, além de otimizar processos de planejamento e fluxo de materiais.

A busca por soluções eficientes cresceu, embora sem o completo entendimento dessa sigla. Afinal, investir em ERP garante que minha empresa vai disparar na liderança entre as outras companhias? Por que demora tanto? Por que o custo é alto? Como compro uma solução adequada para meu negócio? Mas como decidir pelo melhor sistema de ERP e garantir uma implantação sem problemas no futuro?

Para adquirir essa ferramenta, é fundamental saber escolher o software mais indicado para a empresa. Para facilitar, confira 10 dicas para auxiliar na seleção do melhor sistema ERP para empresas de logística médio porte:

1.    Defina previamente as necessidades, focos e prioridades da empresa, além de identificar o real objetivo de implantar o novo sistema;

2.    Envolva os principais usuários que serão os responsáveis pela implantação desde o início do processo, participando inclusive da escolha do sistema;

3.    Compare os sistemas em bases homogêneas, priorizando processos mais importantes para a empresa, não apenas os que atualmente requerem melhorias;

4.    A definição deve ser feita por comitê com autonomia de decisão, tendo representação das diversas áreas da organização; se for necessário, inclua um diretor e colaborador da área de compras para negociação;

5.    Verifique a capacitação e experiência de implantação do parceiro, comprometimento que terá com o projeto e o nível de conhecimento dos consultores que estarão participando da implantação;

6.    Antes da definição final, procure visitar clientes que usem o sistema de preferência, que tenham o mesmo porte e mercado para conhecer as experiências de implantação, dificuldades de configurações etc. Inclua também a referência prática da dimensão dos recursos de infra-estrutura, assim será possível coletar sugestões e reduzir riscos na implantação;

7.    Mantenha a visão holística e plana, verificando o atendimento dos processos da empresa de forma integrada;

8.    Avalie a tecnologia aplicada no sistema verificando a atualização, se está dentro das tendências e se há pessoal capacitado disponível;

9.    Avalie o sistema por pontuação em critérios previamente definidos e ponderados conforme a necessidade da empresa, a pontuação deve ser definida pelo comitê;

10.    A avaliação dos valores financeiros deve incluir o valor de compra das licenças, custo de manutenção para no mínimo três anos, custo da implantação, de mão de obra extra ou pós-implantação, além de verificar como será a cobrança de viagens e estadias dos consultores.

A escolha do sistema impacta de forma direta a empresa, portanto, a maturidade e estabilidade do sistema devem ser fortemente consideradas. Tenha em mente que se trata de uma escolha para mais de uma década, é importante que a visão seja global, uma vez que é alto o risco de tomar uma decisão com pouca base ou com informações superficiais.

Não basta apenas contratar uma empresa especializada em ERP, principalmente quando falamos de médias corporações, que muitas vezes não têm um departamento específico para encontrar as melhores soluções.

Por isso, hoje existem metodologias no mercado que estudam e verificam qual é o melhor sistema de ERP para ser implementado nas empresas. O objetivo é facilitar a vida e otimizar custos dos empresários que buscam soluções para organizar processos e recursos internos.

Isso passa a ser uma tranquilidade para as empresas, que vão contar com profissionais da área de TI qualificados, responsáveis por realizar um estudo interno e identificar qual o sistema mais adequado para o cliente, a partir das necessidades, requisitos individuais e estratégia das empresas, reduzindo o risco e melhorando o nível de qualidade do projeto.

Justamente por conta dessa equipe especializada, todo o processo acontece de forma prática e em tempo reduzido, com resultados pautados pela eficiência. Mesmo porque boas ferramentas podem gerar insucesso se não forem escolhidas corretamente e contarem com uma boa gestão e implementação.

Hoje, no mercado, saber escolher o melhor ERP para cada negócio pode significar um salto no desenvolvimento das empresas.

Edgar Marçon – Especialista em implantação e melhoria de processos operacionais e diretor da PLK Consulting

Plimor supera metas no transporte de cargas em 2010

Quinta-feira, 14 de Abril, 2011

A Plimor, transportadora gaúcha especializada no segmento de cargas fracionadas, fechou 2010 com faturamento 30,93% acima de 2009. “Foi um ano de muito trabalho, mas superamos a meta projetada pela empresa que era de 21,45%”, comemora o diretor, Julhiano Bortoncello (foto).

Em relação ao volume de despachos realizados, em 2010 a empresa contabilizou um incremento de 15%. “Nosso planejamento era ousado principalmente em termos de faturamento, já que havíamos estabelecimento uma meta acima do que era projetado para o PIB do país. Crescemos ampliando nosso marketshare e isso se verificou principalmente em São Paulo”, complementa Bortoncello.

No último trimestre do ano, devido ao fortalecimento do comércio eletrônico observado principalmente durante as compras para o Natal, a empresa registrou recorde nas movimentações. O pico de despachos foi observado em novembro, mês que superou em 21% a média mensal de 2010. Em comparação à média mensal registrada em 2009, este indicador foi ainda mais significativo, chegando a 40%.

Os resultados colhidos pela Plimor no ano passado tiveram grande contribuição das operações realizadas em São Paulo. As unidades de Guarulhos e de Campinas registraram ampliação no faturamento de 56,5% e de 43% respectivamente.

Bortoncello acrescenta que a transportadora também colheu bons resultados graças à ampliação na carteira de clientes, observada em todos os estados onde atua, mas especialmente em São Paulo, e com destaque no segmento de e-commerce.

Já Metrioni de Borba, gerente geral de Logística da Plimor, explica que o aumento na movimentação no final de ano é normal no setor de transportes. Entretanto, em 2010, houve uma mudança no perfil do cenário em função do comércio eletrônico. “Nem as próprias empresas com e-commerce esperavam isso, pois as previsões de embarque enviadas por elas antes deste período ficaram bem abaixo do que foi verificado. Isto provocou uma sobrecarga em todo o setor de transportes”, informa.

Para alcançar bons resultados, a empresa realizou não apenas investimentos na estrutura, com a implantação do plano de automatização dos terminais e ampliação no número de unidades, como também reforçou áreas e operações consideradas estratégicas.

Para o reforço na logística das operações, a transportadora criou linhas extras e, como medida preventiva, destacou veículos volantes para atendimento de fluxo excedente que não tivesse sido previamente programado pelos clientes. Outra ação foi a ampliação da frota efetiva da Plimor em cerca de 20%, representando aproximadamente 60 veículos, com a agregação de terceiros.

Fonte: Portal Logweb

Curso Área Financeira

Quarta-feira, 1 de Setembro, 2010

Período: 15,16 e 17/09/2010
Descrição: Abrangendo conceitos e operações: Contas a Pagar, Contas Correntes, Faturamento, Contas a Receber/Cobrança e Intercâmbio Bancário.

Inscreva-se

Curso Área Financeira

Sexta-feira, 9 de Julho, 2010

Período: 14,15 e 16/07/2010
Descrição: Abrangendo conceitos e operações: Contas a Pagar, Contas Correntes, Faturamento, Contas a Receber/Cobrança e Intercâmbio Bancário.

Inscreva-se

Panex Opta pela SOFtran!

Terça-feira, 27 de Abril, 2010

Após período de negociações, a Rodoviário Bedin Ltda (Transportadora Panex) selecionou a SOFtran para ser a nova fornecedora de seus sistemas de gestão.

Com Matriz localizada em Caxias do Sul/RS a empresa possui filiais em Porto Alegre, Joinville, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

A Panex conta com uma frota de aproximadamente 450 veículos entre próprios e terceiros e possui cerca de 700 colaboradores. 

O projeto prevê a implantação dos módulos TCtran/GeFIN/FROTAum/Materiais/CTB/CRM/Móbile/PortalWEB/ SPED/Útil/BI.

Curso Área Financeira

Segunda-feira, 1 de Março, 2010

Período: 14,15 e 16/04/2010
Descrição: Abrangendo conceitos e operações: Contas a Pagar, Contas Correntes, Faturamento, Contas a Receber/Cobrança e Intercâmbio Bancário.

Inscreva-se

SOFtran Conquista Novo Cliente

Terça-feira, 16 de Fevereiro, 2010

No dia 27 de Janeiro concretizamos negociação com a Transportadora Transpezzini de Itajaí/SC.

Além da Matriz, contará com uma unidade no Estado de SP onde atuará de forma dedicada no transporte de mercadorias de um embarcador específico.

Inicialmente serão implantados os módulos (Expedição/ Coletas e Entregas/Faturamento/Financeiro/ Intercâmbio Bancário/Oficina/Pneus e Custo da Frota).

O projeto também prevê a implantação do CT-e.

Expresso Itajaiense Inicia Implantação CT-e SOFtran

Quinta-feira, 3 de Dezembro, 2009

Figurando em nossa carteira de Clientes desde 2.005, Expresso Itajaiense inicia nova etapa com a implantação do CT-e SOFtran/NDDigital.

Atualmente utiliza nossos produtos para gestão de suas atividades comerciais, operacionais, financeiras e custos com a frota.

Com Matriz localizada em Itajaí/SC a empresa conta com 05 pontos de operação.

Possui frota aproximada de 30 veículos e realiza a emissão de 500 Conhecimentos/Mês em média.

Curso Área Financeiro

Domingo, 16 de Agosto, 2009

Período: 16,17 e 18/09/2009
Descrição: Abrangendo conceitos e operações: Contas a Pagar, Contas Correntes, Faturamento, Contas a Receber/Cobrança e Intercâmbio Bancário.

Inscrições encerradas.

Curso Área Financeiro

Domingo, 17 de Maio, 2009

Período: 17,18 e 19/06/2009
Descrição: Abrangendo conceitos e operações: Contas a Pagar, Contas Correntes, Faturamento, Contas a Receber/Cobrança e Intercâmbio Bancário.

Inscrições encerradas.